Alerta da Saúde sobre proliferação do Mosquito da Dengue

mosquitodengue

 A grande infestação de larvas (e consequentemente de mosquitos) aumenta muito as chances de ocorrência de casos das doenças transmitidas por esse vetor

     Franca atingiu o estado de alerta em relação à proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, Chikungunya e Zika, por isso os cuidados precisam ser redobrados e a população mais que nunca ajudar para diminuir os riscos. Informação oficial transmitida nesta sexta-feira pelo secretário municipal da pasta, Rodolfo Moraes Silva, a avaliação de Densidade Larvária (ADL), que é a verificação de quantas larvas positivas para o Aedes Aegypti há no município, atingiu níveis preocupantes em pelo menos três áreas da cidade.

       As regiões são: City Petrópolis, Planalto, Guanabara e Vila Formosa, Vila Imperador, Moema, Jardim Petraglia, Campo Belo. (Nordeste); Estação, Vila Santos Dumont, Santa Luzia, Raycos, São Joaquim , Esmeralda até o Distrito Industrial , Bonsucesso, Dermínio , Santa Maria, Vila São Sebastiao.(região Oeste) e Vila Formosa, Estação , Francano, CENTRO ,Bairro São Jose, Residencial Amazonas, Parque Progresso e Pq. dos Lima até o Jardim Alvorada. (Centro Sul).

      A grande infestação de larvas (e consequentemente de mosquitos) aumenta muito as chances de ocorrência de casos das doenças transmitidas por esse vetor.

      Segundo esse mesmo levantamento, os principais locais onde são encontrados os criadouros do Aedes são: recipientes móveis (vasos e pratos de plantas, bebedouro de animais, pneus, dentre outros) deixados expostos à chuva e na sua maioria dentro dos imóveis. Em segundo lugar estão os criadouros passíveis de remoção (latas, plásticos, garrafas, lonas, sucatas, dentre outros) e em terceiro os fixos (ralos, calhas, etc.).

      A Vigilância Ambiental continua realizando ações de bloqueio e controle de criadouros nas regiões com casos positivos de dengue, zika e Chikungunya, com a remoção e o tratamento de criadouros de mosquito, sendo um serviço feito de forma rotineira.

      A secretaria de Saúde reforça o lembrete que por mais que sejam feitos arrastões, bloqueios, ações de casa em casa, orientação, é preciso muito que a população ajude e faça sua parte. Porque de nada adiantará todo esse trabalho se, na semana seguinte, os mesmos criadouros estiverem recolocados. Rodolfo Moraes sugere aos moradores de toda cidade que ‘não esperem as equipes chegarem para eliminar os criadouros, façam limpezas periódicas e eliminem os criadouros das larvas!'

 

Prefeitura Municipal de Franca

Todos juntos, governo e população, seguindo em frente Compartilhando e Avançando de bem com Franca.
logo ipv6br fundo transparente facehost

Contato

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
 (16)3711-9000
 Rua Frederico Moura, 1.517 - Cidade Nova - Franca/SP - Cep: 14401-150 CNPJ:47.970.769/0001-04 - I.E: isento

Redes Sociais