Logomarca


Planejamento de Projetos e Captação de Recursos Imprimir E-mail
Google BookmarkTwitterFacebook

MISSÃO: Planejar Políticas públicas e conquistar recursos financeiros para a melhoria da educação, a inclusão escolar e social e o desenvolvimento de Franca e de sua população.

 

COMO ATUA: Por meio de articulações, elaboração e encaminhamento de Planos e Projetos de Trabalho prevendo parcerias entre a Prefeitura de Franca/Secretaria Municipal de Educação com o Ministério da Educação, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e outros ministérios, além de órgãos estaduais, ou instituições privadas.

DATA DE IMPLANTAÇÃO DAS ATIVIDADES: Final de 1.998

 

EQUIPE DE TRABALHO:

 

  •    Maria Cecília Pucci Faria Rodenas (Coordenador responsável)
  •    Ana Paula Vanini Corali
  •    Ester Aparecida Lemos
  •    Tercio Pereira Di Gianni

 

LOCAL DE FUNCIONAMENTO: Secretaria Municipal de Educação

Avenida Champagnat, nº 1808, Centro. Sala 15.

Telefones – 3711.9253 – 3711.9236

E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

              Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

              Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

              Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 

TRABALHOS E PROJETOS EM DESTAQUE:


 

1999 a 2006 Elaboração de diversos Projetos e Planos de Trabalho que possibilitaram:

  • O financiamento do MEC para o desenvolvimento de várias formações continuadas tendo por público-alvo diretores, especialistas da educação e professores da rede nas modalidades Educação de Jovens e Adultos (EJA), Educação Infantil e Ensino Fundamental;
  • A transformação de Franca em Pólo dos Programas do MEC:– Parâmetros em Ação; – PROFA (Programa de Formação de Alfabetizadores); e – Educação Inclusiva: Direito à Diversidade;
  • O desenvolvimento na escola José Mário Faleiros do Projeto “Caminhando rumo à Alfabetização Musical” pelos renomados músicos Ricardo Breim e Hermelindo Nader, em parceria com a Fundação Abrinq, projeto que abrangeu a todos professores de música da rede municipal;
  • A formação dos professores de música da rede em flauta, sobretudo flauta doce, em parceria com a Yamaha;
  • A concretização de parceria com a VITAE para a implantação do Espaço de Difusão Científica e do Observatório de Astronomia, que são na atualidade modelo para outros municípios brasileiros, na perspectiva de um ensino atualizado, interativo, atraente, capaz de facilitar a aprendizagem de conceitos científicos complexos, favorecer o despertar de vocações profissionais, e contribuir para dar sustentação ao desenvolvimento científico e tecnológico e à inclusão social. O Espaço de Difusão Científica recebe permanentemente visitas, sobretudo de estudantes de Franca e região e conta com vários ambientes interativos de aprendizagem, com destaque para o museu interativo de ciências, laboratório de informática e observatório de astronomia; também possui importantíssimos e modernos acervos que podem ser retirados por professores junto: - à experimentoteca (caixas de experimentos que o professor retira para trabalhar com até 40 alunos, importantes experiências de física, química, ciências e biologia), - junto à biblioteca (grande quantidade de livros pedagógicos de excelente qualidade), - ou na sofiteca (interessantíssimos softwares interativos indicados e selecionados pela Escola do Futuro da USP com a finalidade de contribuir com a aprendizagem dos alunos desde a educação infantil até a 5ª série.

 

Museu Interativo Laboratório de Informática
Observatório (Telescópio)

 

  • O planejamento e implantação do projeto “Ações Educativas Complementares” com atendimento na época de mais de 2.000 crianças e adolescentes no contra-turno escolar, em ações de educação integral, dentre estas: música, teatro, dança, pintura, artesanato, jogos de salão, jogos de quadra, horta, plantas ornamentais, protagonismo infanto-juvenil e formação para a cidadania.

2007 a 2.010 - PARCERIAS COM O MEC/FNDE VIA PAR

  • Adesão ao Compromisso Todos pela Educação - A equipe de Planejamento de Projetos e Captação de Recursos subsidiou o poder público municipal para participação de Franca no Plano Nacional de Desenvolvimento da Educação (PDE), sendo efetivada pelo senhor prefeito a adesão ao Compromisso Todos pela Educação (CTE) em 2.007;
  • Elaboração do PAR – Plano de Ações Articuladas entre o Município e o MEC - A referida equipe participou do diagnóstico para elaboração do PAR, com prazo de validade de 04 anos; – coordenou os trabalhos de redação do referido Plano e o encaminhou ao MEC, ação que deu início em maio de 2008 a um Termo de Cooperação Técnica que vigorará até maio de 2012, com o objetivo de assegurar parceria entre o MEC/FNDE e a Prefeitura de Franca/SME para implantar ou dar continuidade aos seguintes projetos:
    • Programa Nacional de Fortalecimento de Conselhos escolares, o qual mantém curso de aperfeiçoamento com vistas a qualificar e fortalecer a atuação dos Conselhos Escolares e técnicos da rede, na perspectiva de que as escolas cumpram com as determinações da Constituição Federal de desenvolverem uma educação de qualidade, com caráter democrático e emancipador. O curso possui carga horária de 180 horas e é desenvolvido pela UFSCAR.
    • Pró-conselho – Programa Nacional de Capacitação de Conselheiros Municipais de Educação, responsável pelo desenvolvimento de formação a distância, em nível de aperfeiçoamento, com 180 h de duração, com a finalidade de qualificar os membros do Conselho Municipal de Educação para identificar e exercer corretamente as funções deliberativas, consultivas, normativas e fiscalizadoras que são da sua atribuição desempenhar. Tal Curso é desenvolvido pela UFSCAR.
    • Plano de Desenvolvimento da Escola (PDE Escola): curso de capacitação para qualificar profissionais da equipe da SME, para a metodologia PDE Escola, que visa reforçar institucionalmente as escolas, bem como seus processos gerenciais, por meio da implantação de metodologia de planejamento na escola (desenvolvido em Franca – por especialistas do MEC, em 2008);
    • Proinfância – Programa Nacional de Reestruturação e Aquisição de Equipamentos para a Rede Escolar Pública de Educação Infantil: Programa do FNDE que financia creches e pré-escolas, mediante estudos e comprovação da existência de demanda de crianças para escolas destas modalidades de ensino. Cabe à equipe de Captação de Recursos realizar os estudos e justificar a existência de demandas nas proximidades de áreas institucionais que o município necessita disponibilizar para a construção, além de efetuar articulações com o Departamento Jurídico, com a Secretaria Municipal de Planejamento e com o Cartório de Registro de Imóvel, para providenciar as documentações exigidas pelo FNDE referentes a Certidão de Propriedade do Imóvel e a apresentação de projetos de implantação obedecendo à plantas arquitetônicas, conforme modelo padrão do FNDE. Entre 2008 e 2009 Franca obteve do FNDE os recursos para construção e aquisição de equipamentos e de mobiliários para a escola padrão Proinfância do Jardim Pulicano, destinada à educação infantil, (creche e pré-escola).

    Escola de Educação Infantil do Jardim Pulicano

    • Infra-Estrutura Física – mobiliário para salas de aula: Visa adequar as instalações gerais para o ensino a partir de padrões mínimos de conforto, qualidade e acessibilidade normatizados pelo FNDE para serem adotados pelas redes públicas, observando as condições da estrutura física e a existência de espaços pedagógicos nas escolas que atendam a Educação Infantil e os Anos Iniciais do Ensino Fundamental. Prevê a aquisição de conjunto professor (mesa e cadeira) e conjunto-aluno (carteira e cadeira) para mobiliar as Escolas Municipais. Liberado pelo FNDE para 2010: 74 conjuntos de professor, 1.293 conjuntos de alunos e 74 mesas acessíveis para pessoas em cadeira de rodas.
    • PDDE – Programa Dinheiro Direto na Escola: Criado em 1995, o PDDE tem por finalidade prestar assistência financeira, em caráter suplementar, às escolas públicas da educação básica das redes estaduais, municipais e do Distrito Federal e às escolas privadas de educação especial mantidas por entidades sem fins lucrativos, registradas no Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS), ou outras similares de atendimento direto e gratuito ao público. O programa engloba várias ações e objetiva a melhoria da infra-estrutura física e pedagógica das escolas e o reforço da autonomia através da autogestão escolar nos planos financeiro, administrativo e didático, contribuindo para elevar os índices de desempenho da Educação Básica. Os recursos são transferidos independentemente da celebração de convênio ou instrumento congênere, de acordo com o número de alunos extraído do Censo Escolar do ano anterior ao do repasse. A equipe de Planejamento de Projetos e Captação de Recursos responsabiliza-se pelas reuniões de estudos e orientações sobre o PDDE às diretoras das EMEB, Escolas Municipais de EJA (Educação de Jovens e Adultos) e EMEI ( Escolas Municipais de Educação Infantil) de Franca, assim como o acompanhamento dos cadastramentos no FNDE, a abertura das APM (Associações de Pais e Mestres) e a liberação dos recursos financeiros junto ao Banco do Brasil.
    • Programa Escola Acessível: O programa Escola Acessível, da Secretaria de Educação Especial do MEC, tem por finalidade promover ações de acessibilidade nas redes públicas. Financia através do Programa Dinheiro Direto na Escola a adequação do espaço físico destas para eliminação de barreiras arquitetônicas ao deficiente, possibilitando a execução de melhorias em sanitários, adequação de vias de acesso e alargamento de portas, construção de rampas, instalação de corrimão e colocação de sinalização tátil e visual. Também viabiliza a aquisição de mobiliário acessível (mesas e cadeiras adaptadas), de equipamentos (cadeira de rodas), além de material desportivo acessível e outros recursos de tecnologia assistiva ( materiais didático-pedagógicos necessários à aprendizagem), de modo a assegurar aos alunos com deficiência a aprendizagem e sucesso escolar e a utilização, com segurança e autonomia, dos ambientes da escola. Através de reuniões e atendimentos individualizados, a equipe de Planejamento de Projetos e Captação de Recursos responsabiliza-se por orientar as direções das escolas selecionadas pelo MEC para receberem repasse de recursos do PDDE/FNDE para promoverem as necessárias ações de acessibilidade dos alunos,  assim como, acompanhar, monitorar, validar e enviar ao MEC, através do PAR, os planos de trabalho executados pelas mesmas.
    Rampa de Acesso Banheiro
    Bebedouro Banheiro

    • Laboratórios do PROINFO: O PROINFO é um programa educacional que visa à introdução das Novas Tecnologias de Informação e Comunicação na escola pública para serem utilizadas como ferramentas de apoio ao processo ensino-aprendizagem. O MEC compra, distribui e instala laboratórios de informática nas escolas públicas de Educação Básica, fornecendo também a conexão de banda larga.  Em contrapartida, os governos locais (prefeituras e governos estaduais) devem providenciar a infra-estrutura das escolas, indispensável para que elas recebam os computadores. A equipe de Planejamento de Projetos e Captação de Recursos responsabiliza-se pela reivindicação do laboratório de informática e da conexão de banda larga através do portal SIGETEC. O Município tem 36 (trinta e seis) Laboratórios para receber – Termo de Cooperação Técnica com o MEC assinado em 2008.
    Laboratórios do PROINFO

    • Sala de Recurso Multifuncional: É um espaço da escola organizado com materiais didáticos, pedagógicos e equipamentos, que dão suporte para que o aluno deficiente tenha sucesso na escola de ensino regular. Em tal espaço, dirigido por  profissionais especializados, são atendidas no contra-turno escolar, apenas  crianças com necessidades educacionais especiais. O trabalho desenvolvido junto a tais alunos não é de reforço escolar, mas sim, de criação de suporte para que consiga acompanhar o ensino desenvolvido pelo professor polivalente no horário regular da escola, assegurando sua aprendizagem. A equipe de Planejamento de Projetos e Captação de Recursos realiza articulações com a SME e com as escolas para planejamento e disponibilização de espaços físicos para instalação dos recursos multifuncionais, os quais são solicitados através do portal SIGETEC – Sistema de Gestão Tecnológica, onde o Governo Federal mantém uma base de dados da Gestão Tecnológica que abrange todos os Programas Governamentais em desenvolvimento no país.
    Sala de Recursos Multifuncionais

    • Programa Educação Inclusiva: Direito a Diversidade, que prevê o repasse de recursos do FNDE/MEC/PAR para apoiar Seminários e formação continuada que visam a disseminar a política de educação inclusiva e apoiar a formação de gestores e educadores de Franca e região para efetivar a transformação dos sistemas educacionais em sistemas educacionais inclusivos, ou seja, garantir o direito dos alunos com necessidades educacionais especiais ao acesso e permanência, com qualidade, ao ensino nas escolas da rede regular.
    • Formação pela Escola – Programa Nacional de Formação Continuada a Distância, o qual visa ofertar cursos de capacitação a educadores, técnicos, profissionais de apoio das escolas, e representantes da comunidade escolar e da sociedade organizada, com o fim de fortalecer e assegurar a correta execução, monitoramento, avaliação e prestação de contas dos convênios firmados entre o FNDE e as Prefeituras. Aprofunda conhecimentos referentes às políticas públicas na área social, particularmente no campo da educação, suas formas de financiamento e a importância do controle social por parte da sociedade. Aprofunda através de módulos, estudos sobre as políticas nacionais de Transporte Escolar, Alimentação Escolar, Livro Didático, Programa Dinheiro Direto na Escola e FUNDEB, ressaltando a concepção, diretrizes, principais objetivos, agentes envolvidos, operacionalização, prestação de contas e os mecanismos de controle social que a sociedade pode exercer para favorecer a transparente e correta aplicação dos recursos públicos. O Formação pela Escola é organizado em cursos modulares de 40 horas, possuindo 32 hs de atividades a distância e 08 hs de encontros presenciais. Cabe à equipe de Planejamento de Projetos e Captação de Recursos a chamada, validação de inscrições e monitoramento dos trabalhos desenvolvidos pelo instrutor do Formação pela Escola.
    • Plataforma Freire: É da incumbência da equipe do Planejamento de Projetos da SME favorecer o cadastramento dos professores da rede na Plataforma Freire, a qual foi criada pelo MEC com o objetivo de efetivar o cadastramento de todos os profissionais que atuam na Educação Básica do país, para constatar a formação que os mesmos possuem, o interesse dos mesmos por cursos ofertados pelo MEC e suas instituições parceiras, e possibilitar a criação de políticas públicas de formação eficazes. No cadastramento o professor inclui seu nome, a formação que possui e a formação desejada, o que possibilita a elaboração de um Planejamento Estratégico dos municípios e nacional, de formação inicial e continuada, definindo quais cursos serão oferecidos aos docentes, a partir de suas necessidades e opções.
    • Formação inicial – Curso de Graduação: A formação inicial corresponde ao Curso de Graduação. A equipe de Planejamento de Projetos e Captação de Recursos é responsável por realizar articulações que favoreçam ao professor da rede obter a Primeira Licenciatura (para o docente que somente concluiu o Ensino Médio Profissionalizante) e validar tais inscrições, podendo validar também, inscrições para uma segunda licenciatura, àqueles que atuam em área para a qual não têm formação superior. Entre 2.009 e 2.010 a SME divulgou e encaminhou professores da rede para realização de Provas de Seleção para Cursos de Graduação em Pedagogia ministrados pela UNIVESP e Faculdade Claretiano de Batatais, além de validar inscrição para o Curso de Arte, por meio da Plataforma Freire.
    • Formação continuada – Aperfeiçoamento, Especialização, capacitações de curta duração, dentre outros cursos: São responsabilidade da equipe de Planejamento de Projetos e Captação de Recursos acompanhar a disponibilização de oferta de vagas, levantamentos de demanda do público alvo e validação de inscrições dos interessados, para as diversas formações profissionais e/ou assistência técnica do MEC, desenvolvidas diretamente pelo MEC / FNDE ou por meio da Rede de Universidades conveniadas ao referido Ministério, dentre estas, as Universidades Federais e Estaduais ( Universidade Federal de São Carlos – UFSCar, Universidade de São Paulo – USP, Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, entre outras), além de realizar muitas vezes, articulações internas para designação de responsáveis pela execução, monitoramento e avaliação da formação.
    • Outras capacitações e cursos de formação continuada em andamento na re     de, conveniados através do PAR: PROINFO INTEGRADO I, II e III; Práticas de Letramento; Atendimento Educacional Especializado; Mediadores de Leitura, Estratégias pedagógicas para o atendimento educacional especializado para alunos com deficiência mental; Educação para as Relações Étnico-raciais.
    • Pró-Letramento – Programa de Formação Continuada de Professores das Séries Iniciais do Ensino Fundamental: Trata-se de Curso de Aperfeiçoamento em Alfabetização e Linguagem e Educação Matemática, semipresencial, com 120 horas, destinado a professores da rede municipal de ensino que estejam em regência em turmas das séries iniciais do ensino fundamental, que brevemente será iniciado.  Para formação das turmas, os professores serão divididos igualitariamente entre as áreas de Matemática e Linguagem e Alfabetização, com oferta de prioridade no atendimento aos professores concursados. A equipe de Planejamento de Projetos e Captação de Recursos realizou a chamada de interessados no primeiro semestre de 2009, validou e cadastrou no PAR as inscrições dos quinhentos e dezesseis interessados. Também foram selecionados e cadastrados os sete professores-tutores como contrapartida da Secretaria Municipal de Educação. Aguarda-se a definição do MEC para início da capacitação dos tutores.
    • Comitê Local do Compromisso Todos pela Educação e equipe gestora do PAR: O Compromisso Todos pela Educação (CTE) exige que o município forme o Comitê Local para mobilizar a sociedade em prol da educação, monitorar, avaliar e emitir parecer circunstanciado e conclusivo sobre as ações desenvolvidas na execução do PAR. Para elaborar o PAR é necessária a constituição de uma equipe gestora para diagnosticar a situação da educação no município, a partir de indicadores determinados pelo MEC. A equipe de Planejamento de Projetos e Captação de Recursos assessora as reuniões do Comitê Local do CTE e da equipe gestora do PAR, responsabilizando-se também pelo registro do monitoramento do PAR, além da elaboração de projetos e Planos de Trabalho quando necessários à consolidação das ações do PAR do município.


2007 a 2.010

  • Para viabilizar o repasse de recursos federais oriundos de emendas parlamentares apresentadas pelo Deputado Dr. Marcos Ubiali, foram elaborados e cadastrados no SICONV pela equipe de Projetos e Captação de Recursos vários projetos.
  • Projetos em Parceria com o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT)
    • Implantação de 07 Núcleos de Inclusão Social com a finalidade de inserir a população menos favorecida do município na sociedade da informação, possibilitando através de cursos de capacitação e do acesso às facilidades das novas tecnologias de comunicação e informação, a aquisição de habilidades que são requeridas por jovens, por trabalhadores e pela comunidade adulta, para competir no mercado de trabalho e possibilitar-lhes a inclusão social e o desenvolvimento humano. A implantação dos referidos Núcleos viabilizou-se pela montagem de laboratórios de informática nos seguintes locais públicos: - Espaço de Difusão Científica da Secretaria Municipal de Educação; - Biblioteca Pública Municipal Central Professor Dr. Américo Maciel de Castro; - Biblioteca Pública Professor Olegário Ferreira, localizada na Estação; - Sede da Secretaria Municipal de Educação; - Escola Municipal Professor Antônio Schierolli, próxima da Rodoviária; - Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) Professor César Augusto de Oliveira, localizada no Jardim Brasilândia; - EMEB Professora Sueli Contini, localizada no Jardim Tropical;
    • Implantação do CVT – Centro Vocacional Tecnológico de Franca (em parceria com a Secretaria Municipal do Desenvolvimento): O Ministério da Ciência e Tecnologia financia Projetos para implantação de Centros Vocacionais Tecnológicos – CVT, que são unidades de ensino e de profissionalização, voltados para a difusão do acesso ao conhecimento científico e tecnológico, conhecimentos práticos na área de serviços técnicos, e de transferência de conhecimentos tecnológicos na área de processo produtivo. Os CVT estão direcionados para a capacitação tecnológica da população, como uma unidade de formação profissional básica, de experimentação científica, de investigação da realidade e prestação de serviços especializados, levando-se em conta a vocação da região onde se insere, promovendo a melhoria dos processos. Para viabilizar tal financiamento a equipe de Projetos e Captação de Recursos da SME realizou, em parceria com a equipe da Secretaria Municipal do Desenvolvimento, levantamentos sobre demandas locais e regionais para implantação de um CVT, e fez opção por implantar em Franca o CVT TIPO 3, intitulado “Capacitação Profissional em Apoio ao Sistema de Ensino em Ciências e em apoio à Demanda Produtiva local”, o qual contém dois laboratórios de informática, um de análise de solo, água e alimentos, uma biblioteca especializada, um auditório, e salas para atendimento individualizado e consultorias técnicas. Nestes locais serão realizados cursos de formação técnica em análise de água, solo e alimentos, assim como de informática. Numa segunda etapa, fizemos articulações com o ministério da Ciência e Tecnologia, compusemos o projeto e o inserimos no SICONV- Portal de Serviços e Contratos do Governo Federal.
    • Franca – Cidade Digital - (em parceria com a Divisão de Informática da Prefeitura)A soma de esforços do Dr. Ubiali, da equipe de Projetos e Captação de Recursos da SME, e da Divisão de Informática, além do apoio da equipes do gabinete do Prefeito, viabilizou um grande projeto para Franca, já aprovado pelo MCT, que prevê financiamento de recursos para tornar Franca uma cidade Digital, o que significa, uma  cidade com redes de internet sem fio que favorecerá o desenvolvimento da economia local e nacional, através do acesso cotidiano da população de baixa renda ao acesso gratuito às redes e a novos ambientes de aprendizagens e comunicação, contribuindo para a melhoria do ensino formal e da educação da população menos favorecida, oportunizando a tal população, a aquisição de competências para ingresso e sucesso no mercado de trabalho, chances de concorrência no referido mercado, além de criar condições necessárias para a geração de emprego e renda. A implantação de redes de internet sem fio além de beneficiar os bairros da periferia, também beneficiará os prédios municipais, prevendo-se que trará grande economia de despesas para os cofres públicos, maior agilidade e eficiência nas comunicações e nos processos de trabalho, rapidez na tomada de decisões, melhoria na divulgação de serviços oferecidos e na comunicação com a população.
    • Aquisição de Lousas Digitais: A lousa digital se constitui em ferramenta mediatizadora do processo ensino-aprendizagem e alternativa de inclusão da linguagem digital interativa e de recursos que podem auxiliar na criação de novas metodologias de ensino no âmbito escolar, já que permitem ao professor acessar páginas na internet, escrever, desenhar, editar, gravar e até enviar para os seus alunos via e-mail, tudo o que foi escrito e realizado no quadro durante as aulas, eliminando a necessidade do aluno copiar a matéria. Também pode tornar mais fácil a preparação das aulas. A lousa interativa funciona como um computador, mas com uma tela muito maior e mais inteligente, pois é sensível ao toque. Tudo o que se pensar em termos de recursos de um computador, de multimídia, simulação de imagens e navegação na internet é possível com ela. As aulas com uso de lousas interativas são mais dinâmicas, por promoverem um envolvimento ativo e uma maior interação entre os alunos e destes com o professor e o conteúdo estudado, elevando a motivação, ampliando a capacidade de memorização, facilitando a capacidade de análise, e facilitando a aprendizagem dos alunos com maior dificuldade de aprendizagem, inclusive aqueles com deficiência física.
    • Elaboração do Planejamento da 1ª Semana de Ciência e Tecnologia do Município de Franca em Integração com a  6ª SNCT com o objetivo de consolidar mecanismos que mobilizem a população de Franca e região, em especial crianças e jovens, em torno de temas e atividades de Ciência e Tecnologia, e mostrar a importância da Ciência & Tecnologia e das pesquisas científicas e tecnológicas para a vida de cada um e para o desenvolvimento do país.

 

Parcerias:  Ministério da Ciência e Tecnologia

                                  Prefeitura Municipal de Franca

                                  Secretaria de Educação

                                  Espaço de Difusão Científica

Planetário
Stand de Amostras das escolas
Pavilhão da Feira


  • Projetos via emendas do Dr. Ubiali em parceria com o Ministério da Educação e Cultura (MEC) e Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE)
    • Implantação do Pólo E-TEC – Através de articulações com o CEFET - Centro de Educação Tecnológica do governo federal  foi criada parceria entre o MEC/CEFET e Prefeitura de Franca para a  implantação do Pólo de ensino profissionalizante E-TEC - Franca. O objetivo do Pólo é oferecer a jovens e adultos de baixa renda, ensino profissionalizante em nível de Ensino Médio, contribuindo para a inserção, reinserção e/ou manutenção dos mesmos no mercado de trabalho e para a melhoria da situação econômica e social dessa população economicamente desfavorecida. O Pólo funciona na Secretaria Municipal de Educação (antigo Colégio Champagnat), onde são desenvolvidos os cursos : - Técnico em gestão e - Informática. Poderão ser criados futuramente novos cursos.
    • Implantação do Pólo Universidade Aberta do Brasil (UAB). Articulações com o escritório do Dr. Ubiali e o MEC, além de estudos e justificativas de projeto de implantação, permitiram a criação do Pólo UAB Franca, cujo objetivo é oferecer por meio de ensino a distância, em nível de licenciatura e pós-graduação latu-sensu (especialização), suporte para a criação de uma política pública, capaz de assegurar o desenvolvimento educacional do município e região, oferecer a possibilidade de continuação dos estudos aos egressos do ensino médio; e, possibilitar o aperfeiçoamento a portadores de diplomas universitários, através de formação continuada em várias carreiras, sobretudo as do magistério. Parcerias: MEC, Universidades Públicas e Prefeitura de Franca

 

7 a 2.010

 

Para viabilizar o repasse de recursos federais oriundos de emendas parlamentares apresentadas pelo Deputado Dr. Marcos Ubiali, foram elaborados e cadastrados no SICONV pela equipe de Projetos e Captação de Recursos vários projetos.
 

© 2014 Prefeitura Municipal de Franca - São Paulo/Brasil
R. Frederico Moura n° 1517, Cidade Nova - Franca/SP, CEP: 14401-150
Fone: (16) 3711-9000, CNPJ: 47.970.769/0001-04/I.E.: Isento.
Desenvolvido pela Divisão de Tecnologia da Informação - Prefeitura de Franca.
Problemas na página, mande um e-mail para: informatica@franca.sp.gov.br.